Claustrofobia

Claustrofobia

Fui falar sobre o amor, fui escrever sobre o amor e sem querer percebi que eu amo tanto que não sei amar.  Eu não sei o que fazer com o amor, eu exagero, eu me perco, eu tenho medo e assim eu afasto lentamente as pessoas.  O amor vira claustrofobia dentro do meu peito e quando sai é ofegante, é descontrolado e mesmo com rumo se perde no exagero. Eu entrego tudo com medo de não receber nada, eu entrego tudo porque o amor fica latejando, ele se alastra como uma doença no meu corpo. E cada novo amor tem mais dificuldade de encontrar espaço porque o antigo continua ali numa espécie de cativeiro, pra ser exemplo de como as coisas sempre mudam. O que ele era já não é mais, o que ele é hoje um dia não será mais. Fui falar de amor e percebi que ele é o que é, sempre a estar de modos diferentes, e não há nada que me apavore mais. Por isso eu queria sentir um amor tão grande, mas tão grande, que não acabasse nem mudasse, e que não causasse claustrofobia nas pessoas.

Na verdade eu sempre me perco, quando tento me encontrar em alguém.

Anúncios

Sobre detantopensarescrevi

Um dia acordei e estava espalhada, haviam palavras por todos os lados, e não tinha como junta-las, foi então que decidi escrevê-las.
Esse post foi publicado em Amor, Ansiedade, Sentimento, Vida. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Claustrofobia

  1. milenaanjo disse:

    “E cada novo amor tem mais dificuldade de encontrar espaço porque o antigo continua ali numa espécie de cativeiro, pra ser exemplo de como as coisas sempre mudam.”

    Fiquei simplesmente sem palavras! Lindo =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s