Tudo acaba em pensamentos e Silêncio

images (19)

 

 

 

 

 

As poucas vezes que me encontro

Perco-me em todo canto,

E por ali me esqueço em outros tantos

[lugares, olhares, sorrisos,

Vazios…

Perco-me do modo mais displicente possível

Buscando desesperadamente algum sentido

Que seja meu

Não que me deram.

Penso tanto que adoeço,

Talvez por medo de entender que

Não preciso encontrar um sentido

Na razão de ser,

Além de apenas ser.

Mas tal simplicidade me angustia,

Pois gosto das coisas complicadas o bastante

Para que exista drama

E dúvida.

Assim doente de pensar chego à loucura

De imaginar que

Aquilo que faz sentido

Não pode ser sentido.

Anúncios

Sobre detantopensarescrevi

Um dia acordei e estava espalhada, haviam palavras por todos os lados, e não tinha como junta-las, foi então que decidi escrevê-las.
Esse post foi publicado em Poema. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Tudo acaba em pensamentos e Silêncio

  1. milenaanjo disse:

    Esse é um dos poemas seus que mais gostei, parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s