24 de Julho, às 05:30 da manhã

frase-a-distancia-e-o-fascinio-do-amor-corrado-alvaro-143171

Noites cheias da tua falta

Onde eu encontro inspiração que transborda e escorre e se perde

E me abrem o peito em longos suspiros

A tênue linha entre a distância e a lembrança que te faz perto.

Noites frias que me remetem além do fogo, do desejo e da loucura.

Mais do que gemidos quero teu sussurro.

Mais do que tirar teu fôlego quero sentir tua respiração.

Mais do que tua pele quero teu peito pra recostar minha cabeça.

Mais do que tuas mãos a percorrer meu corpo as quero sobre as minhas.

Mais do que o verde musgo dos teus olhos quero o brilho inebriante que eles têm de perto.

Mais do que teus beijos eu quero tuas palavras ao pé do ouvido.

Mais do que planos elaborados eu quero a despretensão de andar por ai contigo,

Sem significado aparente, apenas por estarmos.

Mais que eu ai, quero você aqui.

V.C
Anúncios

Sobre detantopensarescrevi

Um dia acordei e estava espalhada, haviam palavras por todos os lados, e não tinha como junta-las, foi então que decidi escrevê-las.
Esse post foi publicado em Amor, Ansiedade, Poema, Querer, Saudade. Bookmark o link permanente.

3 respostas para 24 de Julho, às 05:30 da manhã

  1. milenaanjo disse:

    Muito intenso… E bonito!

  2. Kentaro disse:

    Esse post me trouxe boas lembranças…

    Gostei demais, Fabi, sério mesmo. Meus parabéns! =)

  3. Poxa, obrigada Kentaro!! =) E Milena que bom que gostou tb!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s